Quem sou eu

Minha foto
Jornal de Saude jornal informativo a servico da sociedade em geral

terça-feira, 4 de julho de 2017

KALLIL HERDA O FANTASMA DE DR. CÉLIO DE CASTRO E ENFRENTA A MÁFIA QUE ABASTECE OS CAMELOS

ARTIGO

Camelos, novamente fazem protesto contra a decisão da PMBH-Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, administração do PHS - Partido Humanista e Social, que elegeu Kalill, como é mais conhecido ex-dirigente esportivo que repete salvo as devidas proporções o governo do Dr. Célio de Castro e sua disputa com camelos e perueiros que lhe custou a saúde. Ele sofreu AVC-Acidente Vascular Cerebral e nunca mais se recuperou e se aposentou da política.


Não foi qualquer enfrentamento houve repressão policial com bombas e balas de borracha que causam lesão na pele e dói bastante e pode cegar, teoricamente em pessoas que querem trabalhar, honestamente. Como defendiam-se os camelos no centro de Belo Horizonte que virou Praça de Guerra, tanto e sem exageros, que todo o comércio baixou as portas, alguns totalmente, o dia, a gunda feira, a partir do meio dia estava perdida.

A Prefeitura através da Ouvidoria e de seus secretários não resolvem os problemas pontuais da cidade. Quando não enrolam se recusam a tomar as medidas até mesmo legais. A promessa é que os camelos irão para Shopping popular e vão começar pelo espaço o valor simbólico de R$ 30,00 e para isso a PBH recomendou a inscrição, que muitos fizeram e estes foram orientados a guardar em casa. Alguns perguntavam, "E as contas .".

Decorreu mais de 30 dias e nada se serem chamados e desconfiados continuaram na ruas e a imprensa e comerciantes começou a cobrar a Prefeitura com a mesma delonga de que pagam impostos e que os camelos concorrem, vendem mercadorias roubadas de caminhões, vendem cigarros do Paraguai, contaminados. Enfim, os camelos não são bem vistos pelas autoridades  e pelos concorrentes. Eles não entendem assim e muitos aposentados que não conseguem sustentar-se ou a família vão para as ruas e fogem das fiscalização feita todos os dias com Polícia Militar.

Na segunda sem Lei, a máxima é a de que se pegarem camelos nas ruas a mercadoria vai ser apreendida e pode gerar até mesmo multa para o infrator e começaram a praticar isso e foi juntando muitos camelos que já estavam preparados pela resistência. Isso mesmo, os camelos possuem liderança, eles fazem parte de um esquema de subterrâneo, uma grande parcela, do crime organizado desde a venda de comida, celulares, roupas e novidades que vendem com preços menores, estragados e sem garantias nenhuma.

À medida da PBH é das mais impopulares que se pode imaginar. Já pensou entre tantos infratores, a voz de um pai ou mãe de família, grita que está lutando para trabalhar e clocar o pão na mesa dos filhos, como é que fica? Ainda mais em um país governado por corruptos cujo governador é acusado de corrupção e o partido PHS até a denúncia de Joesley Batista, apoiava integralmente o governo corrupto de Michel Temer que cunhou a esfinge de 14 milhões de desempregados no país afora o arrocho salarial do povão que histórico e pernóstico para o capitalismo democrático e saudável. Aliás o pré-capitalismo surgiu com a proibição do escravagismo para prover a mão de obra remunerada que tivesse poder aquisitivo e este fomentar o capitalismo. Mas, no Brasil capitaneado pela burguesia egoísta e sequiosa de lucros excorcheantes, pagam o salário mínimo que mal dá para se alimentar e assim alimentação a prostituição, o contrabando e os camelos, ou produção e comércio informal.


  KALLIL HERDA O FANTASMA DE DR. CÉLIO DE CASTRO E ENFRENTA A MÁFIA QUE ABASTECE OS  CAMELOS

Com secretário que precisa de mandado de Direito a Informação o prefeito Kallil enfrenta diversas demandas desde a saúde, a educação, guarda municipal inoperante e militarizada a Síndrome de Dr. Célio de Castro


O prefeito de Belo Horizonte Alexandre Marcello Kallil deve estar acuado ao ouvir o "Fora Kallill" logo ele que nunca tinha concorrido ao um cargo público ganha a Prefeitura do terceiro Estado da União e cá para todos nós, o Clube Atlético Mineiro, o mais burlesco, é presidido pessoalmente pelo secretário de Desenvolvimento, Daniel Nepomuceno, que não atende ninguém como secretário, está quase sempre nos treinos do Galo e viaja com time pelo país.

O jornalismo não pode fazer perguntas que ele não pode responder e deixar o leitor na dúvida, mas como eles não respondem e não recebem a imprensa, pequena ou a grande e quando recebem mentem e dizem que é estrategia. Deve-se fazer, como pode um prefeito sem a mínima experiência com a coisa pública encabeçar a administração de um município com noções de clube de futebol.

É tão grave que ele concedeu aumento para a Máfia do Transporte Público, que no Rio de Janeiro foram presos ontem, e disse que estaria analisando a PLANILHA de aumento e continua até hoje desde a posse em janeiro. A passagem de ônibus em Belo Horizonte é uma das mais caras R$ 4.05 considerando que não tem baldeação e nem metro eficiente e com cobertura abrangente da capital. Essas empresas e empresários sempre pagaram aos Prefeitos e governadores em campanha como no Rio de Janeiro e em todo o Brasil, propina para que eles pagassem suas campanhas e se elegessem.

Então os camelos são "bucha de canhão" a Prefeitura não contava que agora eles lutam contra o outra lado da moeda do submundo que a corrupção lá de cima projeto no país: roubo de cargas, distribuição, contrabando, cobrança de imposto abusivos de tudo e muito mais que seria enfadonha descrever tantas são as arbitrariedades daqueles que se arrogam de autoridades.

Leia e sempre que possível deixe seu comentário. Obrigado Marcelo Editor e jornalista - MTb 16.539 SP/SP
Postar um comentário

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Total de visualizações de página

Jornal de Saúde informa